Regulamento

XXV TORNEIO INTERNACIONAL DE PESCA DE GUAÍRA
28 e 29 de outubro de 2017.
Local: Lago de Itaipu / Rio Paraná (Guaíra – PR)

REGULAMENTO GERAL

Art. 1° – DA DEFINIÇÃO E DOS OBJETIVOS
1. Objetiva o congraçamento entre atletas pescadores amadores de toda região;
2. O evento é uma promoção da Associação Assistencial de Guaíra-ASSISTE GUAIRA;
3. Torneio de Pesca será embarcada e liberada para fundeio ou currico.

Art. 2º – DA ORGANIZAÇÃO, DIREÇÃO, SUPERVISÃO E ARBITRAGEM
1. Todas as atividades serão executadas por uma Comissão Central Organizadora constituída pelo decreto municipal nº 269/2017 de 29/08/2017.

Art. 3º – DOS CONCORRENTES E DAS INSCRIÇÕES
1. Na prova concorrerão equipes formadas por até 02 (dois) atletas pescadores por embarcação, devidamente licenciados pelo IAP (deverão apresentar a Licença de Pesca no ato da inscrição ao torneio, e quando solicitado pelo Coordenador Técnico/Arbitro a qualquer momento da competição);
2. Cada equipe designará um Capitão, que irá representá-la perante a direção da prova;
3. No caso da impossibilidade de um dos atletas já inscritos, não poder participar da competição, poderá ser substituído até (15) quinze minutos antes do início da prova;
4. Menores de idade poderão participar, sendo necessária a assinatura do respectivo responsável legal;
5. As inscrições poderão ser efetuadas via internet no site www.torneiopesca.guaira.pr.gov.br a partir de 30 de setembro de 2017 até o dia 29 de outubro de 2017, ou no quiosque instalado na Avenida Coronel Otavio Tosta , próximo à Praça do Chafariz, a partir da data de 16 de outubro de 2017 até a data de 28 de outubro de 2017 – Sábado, ou ainda excepcionalmente na data de 29/11/2017 – Domingo, no Centro Náutico e Recreativo Marinas, cujo valor de inscrição é de R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais) por equipe, com direito a 2(dois) vales almoço que será servido no dia e no local do evento, nas instalações das marinas (tendas montadas), maiores informações serão fornecidos pelo telefone (44) 3642 4426 (Secretaria Municipal de Turismo).

Art. 4º – DAS EMBARCAÇÕES
1. Cada equipe poderá utilizar somente de uma embarcação durante a prova, com motor a combustão de força livre, a sua escolha;
2. Qualquer avaria que justifique a substituição da embarcação, já identificada, deverá ser comunicada ao Coordenador Técnico/Arbitro;
3. Será desclassificada a equipe que negar socorro a uma embarcação, quando solicitado;
4. As embarcações serão identificadas por números, distribuídos pela Comissão Central Organizadora.

Art. 5º – DA SEGURANÇA E FISCALIZAÇÃO
1. Todas as embarcações deverão ter condições de navegabilidade, conforme normas e instruções da Marinha Brasileira e é obrigatório o uso do colete salva-vidas;
2. Os atletas pescadores, quando em prova, deverão estar em condições de serem fiscalizados, tanto pelo Coordenador Técnico/Arbitro como pelas autoridades competentes como MARINHA e IAP;
3. Poderá a critério da Coordenador Técnico/Arbitro para auxiliar na fiscalização, nomear até 10(dez) capitães das equipes participantes, que terão total autonomia para exercer a fiscalização, para inclusive propor a desclassificação das equipes em caso de transgressão à este regulamento;
4. Todo piloto deverá estar devidamente habilitado pela Marinha Brasileira (Arraes Amador ou Mestre Amador), e a dupla devidamente licenciada pelo IBAMA-IAP;
5. A Comissão Organizadora não se responsabiliza por perdas, roubos, danos ou avarias em materiais, acidentes que porventura os atletas venham a sofrer ou a causar a terceiros; ficando isso sob a única responsabilidade da equipe e seus respectivos integrantes, conforme termo de responsabilidade declarado no ato da inscrição;

Art. 6º – DA PROVA – SEU LOCAL – DELIMITAÇÕES
1. A prova será realizada no Lago de Itaipu Binacional e Rio Paraná;
2. Os limites da raia serão livres; observando-se as proibições para as Lagoas, Canais Mortos e Lagos Internos;
3. A pesca ao lado da República do Paraguai será por conta e risco da equipe que fizer essa opção, não se responsabilizando a Comissão Organizadora por quaisquer incidentes;
4. Para as embarcações fundeadas manter distância lateral da margem ou de outra embarcação, mínima de 15 (quinze) metros, para o caso longitudinal, manter mínima de 100 (cem) metros; e para embarcação deslocando-se ou corricando manter distância de outra embarcação, mínima de 50 (cinqüenta) metros, para o caso longitudinal, manter mínima de 100 (cem) metros.

Art. 7º – DA DURAÇÃO E HORÁRIO DE LARGADA
1. A prova terá duração de (10) dez horas;
2. O início (largada) será às 06h00min e o término será às 16h00h, impreterivelmente e somente será no píer da base náutica do Centro Náutico e Recreativo de Guaíra, podendo ser desclassificada a equipe que fizer a largada em outro local, exceto se a Comissão Organizadora determinar outro local complementar para dar maior celeridade e fluidez nos desembarques das equipes inscritas, porém deve ser retirada a senha largada e também ser devolvida na rampa de largada do Centro Náutico;
3. Tolerância (caso de mau tempo) de até (02) duas horas para largada, com qualquer condição climática (mediante decisão do Coordenador Técnico/Arbitro);
4. Após iniciada, a prova não poderá ser interrompida, exceto se houver casos fortuitos;
5. A largada única (em sistema livre, conduzido por uma embarcação oficial) e o encerramento se farão por sinal sonoro, ou fogos;
6. Se por algum motivo o início da prova atrasar, o horário de término não será alterado;
7. Os atletas pescadores (duplas) que por ventura chegarem atrasados para a largada, poderão participar da prova, devendo porém retirar a senha de largada e comunicar ao Coordenador Técnico/Arbitro.

Art. 8º – DO MATERIAL ESPORTIVO
1. Carretilhas ou Molinetes ;
2. Calibre de linha, livre;
3. Iscas vivas, mortas ou artificiais, sem restrição;
4. Não será permitida a utilização e transporte de redes ou tarrafas, sob pena de desclassificação sumária;
5. Será permitido o uso de puçá ou fisga, por qualquer elemento da equipe para ajudar o companheiro em ação.

Art. 9º – DO EXERCÍCIO DA PESCA
1. A equipe que se retirar da prova sem comunicar o Coordenador Técnico/Arbitro e sem devolver a senha de largada poderá ser desclassificada;
2. Todas as equipes ao término da prova deverão comunicar sua chegada ao Coordenador Técnico/Arbitro ou a seu auxiliar, devolvendo a senha de largada, por motivo de segurança. A equipe que não seguir esse critério poderá ser desclassificada.

Art. 10. – DOS PEIXES
1. Não será permitido apresentar, pelas equipes, qualquer espécime de peixe pescado, com tamanho inferior a tabela de medidas do IBAMA – IAP;
2. Caso alguma equipe apresentar, qualquer que seja o espécime pescado, com medida inferior a tabela do IBAMA- IAP, será sumariamente desclassificada;
3. Somente deverão ser pescados e apresentados para pesagem os espécimes descritos no Artigo12. Item 1, deste regulamento, com tamanho igual ou superior as medidas mínimas respectivas as espécies e preconizadas pelo IAP-IBAMA disposto no art.20 item 1;
4. Os peixes capturados, devem ser apresentados para pesagem, em condição de consumo, totalmente isentos de lama, areia ou corpos estranhos, devidamente ensacados e conduzidos pelo Capitão da Equipe, com a respectiva senha de largada.
5. O Coordenador Técnico/Arbitro, auxiliado com uma equipe de assessoria composta por até 5 (cinco) capitães das equipes participantes, sorteado ou indicado a critério da comissão organizadora, para esta finalidade poderá impugnar qualquer peça com sinais de deterioração ou marcas que possam comprovar suspeita de captura fora das normas permitidas pelo evento, independente ou não, da aplicação da pena de desclassificação da equipe;
6. Todos os peixes capturados para pesagens deverão ser entregues à Comissão Organizadora, sendo vedada a retirada pelas equipes, mesmo que seja somente 1(um) exemplar, e os mesmos serão doados a uma instituição assistencial a ser definida pela comissão do evento, ou dividida entre as entidades que se inscreverem para ganhar os pescados.

7. Peixes validos:
7.1. Escama:
7.1.1. Piapara, Piau e Piava – 3 (três) unidades no total independente da espécie.
7.1.2. Pacu e piauçu – 3 (três) unidades no total independente da espécie.
7.1.3. Dourado – 1 (uma) unidade
7.1.4. Corvina e Tucunaré – 3 (três) unidades no total independente da espécie.

7.2. Couro:
7.2.1 Pintado e Jaú – 1 (um) unidade no total independente da espécie.
7.2.2 Barbado e Armado – 3 (três) unidades no total independente da espécie.

Art. 11 – DA CLASSIFICAÇÃO
1. Serão classificados os 5 (cinco) maiores peixes das categorias citadas no art. 12

Art. 12 – DAS CATEGORIAS
1. A disputa acontecerá em 06 (seis) Categorias distintas, conforme segue:

ESPÉCIES PEIXES / CATEGORIAS
Escama Piapara – Piau – Piava
Pacu – Piauçu
Dourado
Corvina – Tucunaré
Couro Jau – Pintado
Armado – Paty (Barbado)

Art. 13 – DOS EMPATES
1. Em caso de empate na classificação será determinada por sorteio simples.

Art. 14 – DA IMPRENSA
1. Será disponibilizado pela Comissão Organizadora, uma ou mais embarcações para a imprensa realizar a respectiva cobertura da prova.

Art. 15 – DA DISCIPLINA
1. Os participantes não poderão prejudicar de modo algum o desenrolar da prova;
2. Será desclassificada a equipe que tiver atitude antidesportiva;
3. Somente o Coordenador Técnico/Arbitro é a autoridade competente para desclassificar sumariamente qualquer equipe, por infração das regras deste regulamento, por procedimentos antidesportivos ou inadequados aos bons costumes.

Art. 16 – DAS ATRIBUIÇÕES DO CAPITÃO DA EQUIPE
1. Representar a equipe, sob todos os aspectos (somente o Capitão da equipe poderá se dirigir, para assuntos administrativos e disciplinares, à Comissão Organizadora);
2. Acompanhar a pesagem;
3. Verificar a correta anotação dos pesos e números de peças capturadas;
4. Solicitar do Coordenador Técnico/Arbitro, SEMPRE POR ESCRITO, os cumprimentos regulamentares dos dispositivos desse presente instrumento regulamentador do Torneio Internacional de Pesca de Guaíra, sobre eventuais violações cometidas;
5. Fazer registrar a chegada da equipe, ao término da prova ou de sua respectiva desistência, com ou sem peixes capturados; (motivo segurança);
6. Aceitar em compor equipe de assessoramento previstos nos itens 3 do art. 5º e item 5 do art.10º quando convocado pelo Coordenador Técnico/Arbitro, sempre escolhido mediante sorteio ou indicação a critério da comissão organizadora entre os pescadores atletas participantes.

Art. 17 – DAS PREMIAÇÕES E HOMENAGENS
1. As equipes (duplas), dentro de cada categoria, classificada até o 3º (terceiro) lugar, receberão troféus , e o 4º e 5º colocados receberão medalhas ou plaquetas.
2. Como critério de classificação serão levados em conta a maior espécie de peixe em peso
3. Ainda serão ofertados troféus homenagens para:
3.1. Cidade com maior número de equipes inscritas;
3.2. O pescador mais distante;
3.3. O pescador mais idoso;
3.4. O pescador mais novo;
3.5. A equipe mais organizada.
3.6. Observação: As equipes e ou pescadores para fazer jus às homenagens deverão comprovar ter participado efetivamente do presente torneio de pesca nos termos do item “4” seguinte;
4. Os prêmios serão sorteados entre as equipes que se inscreveram, desde que cumpridas as normas deste regulamento, e não sejam desclassificadas e tenham dado a largada dos barcos
5. O prêmio especial (1 barco de alumínio de 6 metros) será sorteado entre as equipes que entregarem os peixes pescados para pesagem, desde que respeitado o disposto no artigo 10 deste regulamento; sendo que todas as equipes classificadas para o sorteio de prêmio especial também terão direito de participar dos demais sorteios subsequentes.
6. Relação dos Prêmios para Torneio de Pesca:
6.1. 1 (um) barco de alumínio 6 m borda alta a ser sorteado entre os que entregarem os peixes para pesagem.
6.2. 2 (dois) barcos de alumínio 6 m borda alta a ser sorteado entre os participantes nos termos do item anterior “4”
6.3. 1 (um) motor de popa 15 H (2 tempos) a serem sorteados entre os participantes nos termos do item anterior “4”
6.4. 41 (quarenta e um) troféus e 24 (vinte e quatro) medalhas ou plaquetas, a serem distribuídos entre os vencedores do evento, conforme Anexo I e II.

7. Relação dos Prêmios para barqueata:
7.1. 1 (uma) carreta para barcos 6 m, a ser sorteada entre os participantes da barqueata, assim como haverá sorteio de brindes alusivo ao evento.

Art. 18 – DAS OBSERVAÇÕES DAS PENALIDADES
1. O Coordenador Técnico/Arbitro tem FÉ DE OFÍCIO;
2. Qualquer irregularidade deve ser comunicada ao Coordenador Técnico/Arbitro, por escrito e pelo Capitão da Equipe;
3. Somente ao Coordenador Técnico/Arbitro cabe desclassificar os infratores, podendo ser assessorado pelos capitães das equipes participantes escolhidas por sorteio;
4. A equipe desclassificada poderá sofrer ainda penalidades complementares, a níveis de suspensão e impedimento de participar de outros torneios de pesca, a níveis nacionais e internacionais;
5. Todas as reclamações somente serão aceitas por escrito, assinadas e entregues pelo Capitão da Equipe diretamente ao Coordenador Técnico/Arbitro, e devem ser acompanhadas da TAXA DE RECLAMAÇÃO, no valor de R$ 400,00(quatrocentos reais), importância essa que somente será devolvida a Equipe reclamante, caso sua interpelação tenha a devida procedência.
6. Após terminada a Pesagem Geral do torneio e declarado os VENCEDORES, será disponibilizado um intervalo de Tempo de 10 (dez) minutos, para que as equipes, caso tenham algo a reclamar, se manifestem, observando-se o item 6 do artigo 18, deste regulamento.
7. Incitar, espalhar boatos, promover a discórdia, criar tumultos, apresentar sintomas de embriagues, jogar lixo na água, abater peixes fora da medida, dentre outras transgressões, são consideradas infrações graves.

Art. 19 – HORÁRIOS E PROCEDIMENTOS
1. Conforme o estabelecido a seguir:

DATA HORÁRIO PROGRAMA LOCAL
28/10/2017

Sábado

16:00 h Barqueata Início defronte ao Ginásio Municipal Robinson Reis e Término na Base Náutica – Centro Náutico – Marinas
18:00 h Sorteio de 01 carreta para barco e brindes Base Náutica – Centro Náutico – Marinas
29/10/2017 05:00 h Alvorada Festiva Base Náutica – Centro Náutico – Marinas
05:00 h Inicio do Café da Manhã Base Náutica – Centro Náutico – Marinas
05:40 h Hasteamento dos pavilhões Base Náutica – Centro Náutico – Marinas
05:50 h Juramento dos atletas Base Náutica – Centro Náutico – Marinas
06:00 h Largada dos barcos Base Náutica – Centro Náutico – Marinas
12:00 h Abertura da pesagem Base Náutica – Centro Náutico – Marinas
16:00 h Encerramento da prova Base Náutica – Centro Náutico – Marinas
17:30 h Apuração dos Resultados Base Náutica – Centro Náutico – Marinas
18:00 h Entrega dos Troféus e Sorteios dos Prêmios Base Náutica – Centro Náutico – Marinas

Art. 20 – DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
1. Conforme normatizado pelos órgãos ambientais segue o respectivo tamanho mínimo, em medidas de comprimento dos peixes validos, cujo tamanho mínimo é a medida entre a ponta do focinho e o final da nadadeira caudal:

PEIXE (NOME POPULAR REGIONAL) TAMANHO MÍNIMO PARA ABATE
Armado 40 cm
Dourado 60 cm
Jaú 90 cm
Pacu 45 cm
Piauçu 45 cm
Paty (Barbado) 50 cm
Piapara 40 cm
Piava 25 cm
Piau 25 cm
Pintado 90 cm
Tucunaré 25 cm
Corvina 25 cm
  1. Os casos omissos serão resolvidos pela comissão organizadora deste evento.

 

Guaíra, Estado do Paraná, setembro de 2017.

Marli Gonçalves Kihara
Presidente do XXV Torneio Internacional de Pesca

ANEXO I
RELAÇÃO DE TROFÉUS

ITEM CLASSIFICAÇÃO CRITÉRIO CATEGORIA ESPÉCIE QUANTIDADE
1 Campeão Maior Espécie por peso Escama Piapara – Piau – Piava

12

Pacu – Piauçu
Dourado
Curvina – Tucunaré
Couro Pintado – Jau
Barbado – Armado
2 2º Colocado Maior Espécie por peso Escama Piapara – Piau – Piava

12

Pacu – Piauçu
Dourado
Corvina – Tucunaré
Couro Pintado – Jau
Barbado – Armado
3 3º Colocado Maior Espécie por peso Escama Piapara – Piau – Piava

12

Pacu – Piauçu
Dourado
Corvina – Tucunaré
Couro Pintado – Jau
Barbado – Armado
4 Cidade com maior equipe de participantes

1

5 Pescador mais distante

1

6 Pescador mais idoso

1

7 Pescador mais novo

1

8 Equipe mais organizada

1

TOTAL DE TROFÉUS

41

ANEXOII
RELAÇÃO DE MEDALHAS OU PLAQUETAS 

ITEM CLASSIFICAÇÃO CRITÉRIO CATEGORIA ESPÉCIE QUANTIDADE
1 4º Colocado Maior Espécie por peso Escama Piapara – Piau – Piava 12
Pacu – Piauçu
Dourado
Curvina – Tucunaré
Couro Pintado – Jau
Barbado – Armado
2 5º Colocado Maior Espécie por peso Escama Piapara – Piau – Piava 12
Pacu – Piauçu
Dourado
Corvina – Tucunaré
Couro Pintado – Jau
Barbado – Armado
TOTAL DE MEDALHAS OU PLAQUETAS 24
Inscreva-se